CASE: Parto Seguro

por Frederico Peret (Superintendente da Maternidade Unimed BH)


Assista gratuitamente à palestra do case de sucesso sobre o uso do DRG Brasil® apresentado na 4ª edição do Encontro Nacional da plataforma.


Confira um pouco das informações que você irá encontrar:

• Conceitos fundamentais relativos ao Parto Seguro;

• Os 10 Grupos da Classificação de Robson;

• O Perfil Epidemiológico da Obstetrícia;

• Dados de eficiência operacional, oportunidades econômicas,

segurança assistencial, e muito mais.

Baixe o material gratuito

preenchendo os dados abaixo:


O DRG Brasil e a Maternidade Unimed BH

Informações levantadas pela plataforma apontam que os DRGs mais prevalentes na instituição são de partos e cesarianas sem complicações (total de 68%). Ou seja, o perfil epidemiológico é de baixa complexidade, o que não significa que não haja assistência especializada à gestação de alto risco.


Dados do Analytics de 2019 mostraram que o tipo de parto previsto foi maior na modalidade normal (62,84%). Em contrapartida, a eficiência operacional do parto cesárea mostra registros de permanência, incidência de condições adquiridas e taxa de reinternações maiores do que o parto vaginal, desmistificando que cesarianas são eventos de baixo risco e elevado desempenho econômico.


A utilização do DRG Brasil possibilita, segundo o Superintendente da Maternidade, Dr. Frederico Peret, melhorar a jornada hospitalar da mãe e do bebê; efetuar a continuidade do cuidado adequado pós-alta a fim de evitar eventos adversos; desenvolver protocolos e linhas de cuidado; e realizar a gestão do corpo clínico por meio da comparação de resultados individuais dos obstetras.


Em resumo, o DRG Brasil é uma ferramenta validada, que traz dados estruturados para a melhoria da eficiência assistencial, sendo um verdadeiro instrumento de governança clínica do parto e entrega de valor para o cliente, conclui o obstetra.






 DRG Brasil © 2020. Todos os direitos reservados.

Política de privacidade